O programa Auxílio Brasil irá complementar o já conhecido Bolsa Família.

Ambos os auxílios são políticas sociais que ajudam famílias em situação de pobreza, extrema pobreza e vulnerabilidade através do apoio financeiro do Governo Federal.


Esse projeto surgiu da necessidade de continuação do Auxílio Emergencial.

O objetivo do novo projeto é, além de dar o suporte financeiro já oferecido pelo Bolsa Família, adicionar alguns benefícios e vantagens financeiras para famílias que vivem com menos da metade de um salário mínimo.

Quer entender melhor sobre o Auxílio Brasil? Continue lendo o texto.


Auxílio Brasil: Quando acontecem os pagamentos?

O programa Auxilio Brasil ainda está em análise no Congresso Brasileiro a MP Nª 1.061 com os benefícios anexos para o combate à pobreza e extrema pobreza.

Ainda não se tem uma data definida para quando se encerra o Bolsa Família e quando irá se iniciar o novo benefício.

A ideia do Governo Federal é começar o benefício até novembro de 2021.

Publicidade

O programa receberá uma conotação de extensão do Auxílio Emergencial que se encerra em outubro.

A proposta se configura como uma evolução do Bolsa Família.

O tradicional programa social transferia renda direta para as famílias em situação de vulnerabilidade, seja ela de pobreza ou extrema pobreza.

O auxilio irá agregar ainda mais financiamento a essas famílias, o que faz com que o valor recebido no final seja maior.

Tudo isso, priorizando a manutenção e encorajamento ao estudo e a para participação de competições e acadêmicas, científicas e esportivas.

Sua meta é unificar outros auxílios e políticas públicas para garantir a efetividade de um programa para que ajude as famílias que mais precisam.

A renda mensal dessas famílias aumenta e elas podem ter condições de sair da zona de vulnerabilidade da pobreza, fome e falta de saneamento.

auxílio brasil

Quem pode solicitar o programa?

Apesar de ainda não estar em vigor, o programa irá funcionar da mesma forma que o Bolsa Família.

A ideia é uma transição suave e direta do cadastro do Bolsa Família para o novo auxilio.

Além do benefício básico terão mais 9 benefícios acessórios, que irão somar no valor final do plano, aumentando em até 50% a verba recebida.

O programa vai contar com benefícios acessórios como:

  • Benefício Primeira Infância
  • Benefício Composição Familiar
  • Auxílio Esporte Escolar
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior
  • Benefício Superação da Extrema Pobreza
  • Auxílio Criança Cidadã
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana
  • Benefício Compensatório de Transição.

Cada um deles irá somar a renda básica já garantida pelas famílias.

Tudo isso ainda será mediante inscrição no CadÚnico.

Se você já o fez por conta do Bolsa Família, não será necessário um novo cadastro, mas ainda deverá ser atualizado.

Para quem ainda não está inscrito no Cadastro Único e quer ser um dos beneficiários, é preciso se enquadrar em critérios como:

  • Famílias com renda mensal total de meio a até 3 salários mínimos
  • Famílias em situação de rua
  • Famílias com crianças de 0 a 3 anos incompletos
  • Famílias com renda mensal per capita de meio salário mínimo
  • Famílias compostas por trabalhadores informais que vivem com baixa ou baixíssima renda.

Gostaria de saber mais novidades sobre o Auxílio Brasil?

Então não perca as atualizações do nosso blog!