Se você faz parte das pessoas que querem informações sobre os Valores a Receber do Banco Central, aqui encontrarás muitas informações relevantes sobre essa dúvida.

O novo portal já estará disponível e para que os cidadãos ou as empresas possam saberem se terem direito ao resgate que é o de dinheiro esquecido em bancos.

De acordo com o Banco Central do Brasil, o montante a ser devolvido pode chegar a bilhões de reais.

O que significa que seja referente a contas encerradas e que tenham saldo disponível ou por contas que já foram encerradas ou por tarifas que foram cobradas indevidamente por bancos ou por demais instituições financeiras, mas sempre seguindo a um calendário que é específico.

É um dinheiro esquecido que pode ser resgatado e que pode fazer uma diferença no bolso das pessoas.

Você também precisa saber sobre o Registrato, que é denominado como um registro que é o de informações do Banco Central do Brasil, que é o responsável por consolidar as dívidas e as operações de crédito e de câmbio.

O Banco Central do Brasil é com um propósito que é o de estar próximo das pessoas e por ajudar a preservar o que é de mais importante para os seus clientes, acionistas, funcionários e toda uma sociedade.

Confira nesse artigo se você tem direito aos Valores a Receber do Banco Central.

Valores a Receber do Banco Central: Veja se você tem direito!

Os Valores a Receber do Banco Central são considerados como um serviço que é para que seja possibilitado para as pessoas físicas ou jurídicas, se há valores a receber de bancos e de outras instituições do sistema financeiro.

Para um caso positivo, puder saber por qual valor e como deverá ser solicitada essa devolução, será devolvido um dinheiro esquecido para as pessoas em bancos e instituições.

Os contribuintes nascidos entre o ano de 1968 e as pessoas jurídicas podem ter direito a receber um dinheiro, por meio de uma consulta e ter o saque liberado.

Nas primeiras etapas do Valores a Receber, será possível consultar os seguintes tipos de valores, mas que são os informados pelas instituições e ao Banco Central:

  • Em contas correntes ou poupanças que já foram encerradas e com saldo disponível
  • As tarifas cobradas indevidamente, desde que o banco tenha firmado com o Banco Central um compromisso em devolver os valores
  • As parcelas ou as obrigações que sejam relativas a operações de crédito que são cobradas indevidamente, desde que o Banco Central tenha o compromisso de devolver os valores
  • As cotas de capital e o rateio de sobras líquidas de beneficiários e de participantes de cooperativas de crédito e de recursos que não são procurados de grupos de consórcios que já foram encerrados.

Novos tipos de valores podem ser incluídos ao longo de 2022.

Não fazem parte dos valores a receber:

  • Os valores em contas que são as não encerradas e sem movimentação
  • As contas sem identificação e que foram criadas a partir de 01/01/1994 e que não foram recadastradas
  • Os valores de ajustes de planos econômicos
  • Os valores decorrentes de acordos ou sob disputa judicial, com recursos em administradoras de consórcios ou de instituições financeiras líquidas ou encerradas
  • Os valores de abono salarial o PIS e o PASEP.

valores a receber do banco central

Saiba como acessar a plataforma

O único site que é para uma consulta e uma solicitação desses valores é o site oficial.

O Banco Central não envia links e nem entra em contato com uma pessoa, para que sejam tratados os valores a receber ou para que seja confirmado os seus dados pessoais, sendo que, a instituição que deve o valor não pode pedir os seus dados pessoais e a sua senha.

Para consultar, primeiramente, será necessário seu CPF ou CNPJ, data de nascimento ou de abertura de empresa.

Após a consulta, se houver valores a receber, uma data de saque será estipulada, bastando acessar novamente o site na data estipulada com seu login Gov.br nível prata ou ouro.

Em seguida, será preciso escolher uma das formas de envio dos valores, seja por Pix ou outra maneira a combinar com seu banco.

Guarde bem essas informações sobre os Valores a Receber do Banco Central, se você não possui saldo após a consulta, fique atento a nova data de consulta estipulada em maio!

Acompanhe mais artigos sobre esse assunto no nosso blog!