A Revisão FGTS é um direito de muitos trabalhadores em regime CLT.

O valor atribuído à revisão pode variar muito de acordo com cada contribuinte.

Isso porque, existem muitos fatores envolvidos que podem gerar variação nos valores.

Em muitos casos, nem vale o gasto judiciário, já em outros casos é mais do que um valor de bonificação.

Curioso para saber qual o real valor da Revisão FGTS? Leia o artigo abaixo e descubra!

Revisão FGTS: Quanto vai pagar?

A Revisão FGTS é uma forma de neutralizar a inflação através da troca do TR pelo IPCA.

Além de neutralizar a inflação, o patrimônio do poupador também é protegido.

A falta da revisão poderia fazer com que o trabalhador perdesse até 10% de todo o valor mensal depositado na conta do FGTS.

Em 2021 o governo se viu obrigado a corrigir monetariamente o salário-mínimo em até 10%.

O valor de R$ 1.100,00 referente ao salário subiu para R$ 1.250,00.

Mas, este valor somente entrará em vigor a partir de janeiro do ano de 2022.

Neste caso, o valor referente a revisão também sofrerá alterações.

A nova revisão pode render aos colaboradores um valor de até R$ 10 mil reais.

Entretanto, vale apenas para quem trabalhou de carteira assinada entre 1999 e até hoje.

Este valor depende de fatores importantes para cálculo e soma de colaboração.

Isso porque, nem todo beneficiário que trabalhou durante esse período receberá este valor.

Existem fatores influenciadores como:

  • Tempo trabalhado
  • Valor do salário recebido
  • Valores de contribuição.

Os beneficiários que já efetuaram algum saque do FGTS ao longo dos anos podem receber valores menores do que o esperado.

O cálculo referente a revisão é mais simples do que muitas pessoas imaginam.

Se você é um beneficiário e busca descobrir se vale a pena ou não solicitar a revisão, pode realizar um cálculo simples para entender mais ou menos qual será o valor recebido:

  1. Primeiro, pegue 8% do valor referente ao salário mensal recebido durante o tempo que trabalhou
  2. Some mais 3% de juros a esses 8%
  3. Realize uma soma de atualização baseado no TR: INPC ou IPCA.

O cálculo real pode ser feito através do Créditos JAM.

O julgamento de natureza ADI 5090 teve o prazo de ocorrência no dia 13 de maio deste ano.

Mas, o STF é quem fica responsável pelo julgamento do tema, adiando o julgamento.

Trabalhadores que desejam ingressar com essa ação de revisão do FGTS, devem ficar atentos para uma possível nova data do julgamento.

Isso porque, é recomendado que os trabalhadores dêem entrada na revisão antes da nova data ser estabelecida.

Caso o efeito modular seja aplicado, o trabalhador não perderá a possibilidade de ganhar a causa e ganhar os devidos valores do FGTS.

Para quem desconhece deste termo, o efeito modular é bastante comum em importantes decisões que envolvem impactos econômicos.

Neste caso, significa antes de uma data estabelecida pela decisão do STF para evitar um possível caos jurídico antes do julgamento da revisão do FGTS.

É muito importante evitar este caos antes de qualquer julgamento, para não influenciar na decisão do processo.

revisão fgts

Como consultar o extrato FGTS?

O extrato do FGTS apresenta os valores do saldo disponível nas contas do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço.

Mesmo que uma conta esteja inativa é possível ver qual o saldo da conta.

O passo a passo é bem simples:

  1. É necessário acessar o site do FGTS
  2. Clicar no botão com a opção “Consultar extrato completo do FGTS”
  3. Uma nova página irá abrir, basta inserir o NIS (Número de Identificação Social)
  4. Caso não haja uma senha cadastrada, vá para a opção “cadastrar senha”
  5. Em seguida, clique na opção “extrato completo”
  6. É necessário escolher o período em que trabalhou, contando de 1999 para cá
  7. A opção de impressão de extrato estará disponível no final do extrato.

Confira se a Revisão FGTS é vantajosa antes de tomar essa decisão.

Continue navegando no nosso blog para acessar mais conteúdos!