Bolsa Família 2020 – Medidas emergenciais

Categoria(s): Bolsa Família
02/04/20 15:01 - Atualizado em 18 de maio de 2020

A ampliação do Bolsa Família 2020 é uma das medidas emergenciais do governo frente à pandemia de Covid-19 (coronavírus).

O ministro da economia Paulo Guedes afirmou que até abril de 2020, cerca de 1,2 milhão de brasileiros serão incluídos no Bolsa Família.

Continua após a publicidade

O Bolsa Família garante um auxílio financeiro mensal aos beneficiários.

Veja a seguir quais são os valores pagos pelo Bolsa Família 2020. Também como funcionará a inclusão no Bolsa família e quem pode participar do Bolsa Família 2020.

Novo Saque do FGTS 2020 – Saiba mais

Valores do Bolsa Família 2020

Continua após a publicidade

O valor mínimo do Bolsa Família é de R$ 89,00 e apenas inclui a família nas seguintes situações:

  • Família com crianças e adolescentes entre 0 e 15 anos: R$ 41;
  • Família com grávidas: R$ 41 (nove parcelas);
  • Família com crianças de 0 a 6 meses: R$ 41 (seis parcelas);
  • Família com adolescentes entre 16 e 17: R$ 48 (até dois benefícios familiares).

Além disso existe o Bolsa Família de Superação da Extrema Pobreza, calculado individualmente para cada família.

Logo, o valor total do Bolsa Família 2020 é a soma dos benefícios de cada família a receber, isto pode variar conforme a composição e renda familiar.

Aliás cada família pode acumular até cinco benefícios variáveis.

Veja também:

Quem pode participar do Bolsa Família 2020?

O Bolsa Família é destinado a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, classificadas da seguinte forma:

  • Família em situação de pobreza: tendo renda por pessoa entre R$ 89,01 a R$ 178,00;
  • Família em situação de extrema pobreza: tendo renda por pessoa de até R$ 89,00 ao mês.
Continua após a publicidade

Como se inscrever no Bolsa Família 2020?

O primeiro passo para participar do Bolsa Família 2020 é se inscrever no CadÚnico.

A inscrição no CadÚnico deve ser feita no órgão da prefeitura responsável pelo Bolsa Família da cidade onde a família mora.

Sobretudo se inscrever no CadÚnico não dá direito à inclusão automática no Bolsa família, mesmo cumprindo os limites de renda.

Ampliação do Bolsa Família 2020

Como adiantamos, a inclusão de 1,2 milhões de beneficiários no Bolsa Família é uma das medidas do governo para reduzir os impactos sociais da pandemia de coronavírus.

Serão contempladas famílias na fila de espera do Bolsa Família. Ou seja, aquelas já inscritas no CadÚnico e que preenchem os critérios de renda do Bolsa Família.

Aliás as famílias selecionadas recebem uma carta informando a inclusão no Bolsa Família. O cartão utilizado para o saque do benefício também é enviado através de correspondência.

O saque do benefício pode ser feito nas agências e caixas eletrônicos da Caixa, também em correspondentes bancários e casas lotéricas.

Bolsa Família x auxílio emergencial coronavírus

Os Beneficiários do Bolsa Família também terão direito ao auxílio emergencial de R$ 600 destinado a trabalhadores informais.

Conforme voltada a amenizar os impactos sociais e econômicos da pandemia de Covid-19.

Até duas pessoas da mesma família poderão acumular ambos benefícios (auxílio emergencial e Bolsa Família).

Se acaso o auxílio emergencial for maior que o benefício do Bolsa Família, a pessoa receberá os R$ 600.

Calendário Bolsa Família 2020

bolsa família 2020

Fonte: Desenvolvimento Social

Logo depois de ver as informações atualizadas sobre o Bolsa Família 2020, compartilhe o artigo e ajude outras pessoas.

Antecipação do Abono Salarial/PIS 2020

Conteúdos relacionados à este

Conheça as Novas Regras do Bolsa Família!

Conheça as Novas Regras do Bolsa Família!

O Bolsa Família 2019 é um programa de transferência de renda direta que visa facilitar as famílias que habitam em pobreza de extrema pobreza com o propósito de possam superar essa condição. Este surgiu em 2003, durante o governo do presidente Fernando Henrique...

ler mais
Bolsa Família – Calendário, Saques e Cadastro!

Bolsa Família – Calendário, Saques e Cadastro!

O Bolsa Família foi criado em 2003, através de uma medida provisória, que em 2004 foi convertida na Lei Federal N. 10.836. Ele é uma fase avançada de outros programas que já vinham sendo aplicados, como o Bolsa Escola, criado durante a gestão federal anterior. Através...

ler mais

Deixe um comentário aqui